A POSIÇÃO DA AICEB SOBRE A HOMOSSEXUALIDADE
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on google

A POSIÇÃO DA ALIANÇA DAS IGREJAS CRISTÃS EVANGÉLICAS DO BRASIL SOBRE A HOMOSSEXUALIDADE.

“A AICEB, usando de sua liberdade religiosa e liberdade de se expressar, conforme a Constituição Federal, sendo submissa a Deus que criou o Homem e a Mulher, às Sagradas Escrituras e a sã consciência, declara sua posição firme e amorosamente a respeito da homossexualidade, tanto da pederastia quanto do lesbianismo”.

1. Deus, o Criador do homem (macho) e mulher (fêmea), os fez com estrutura peculiar e distinta um do outro com a finalidade última de glorificarem a Ele ao se complementarem
mutuamente através do relacionamento a dois para a perpetuação da espécie (Gênesis 2).

2. O homossexualismo não cumpre o propósito de Deus na Criação nem na Redenção nem na formação da família. Qualquer distorção desses princípios acarretará em sérios e trágicos resultados para a família, para a igreja e para a sociedade (Gênesis 19.23-29).

3. A Bíblia, nossa regra de fé e prática, registra que a prática homossexual é veementemente reprovada. Constatamos estes registros na Criação (Gênesis 2); na Lei (Levítico 18.22) e na Redenção (Romanos 1.27; 1 Coríntios 6.9; 1 Timóteo 1.10; Judas 7).

4. A “hermenêutica revisionista” que argumenta que o texto bíblico (texto que condena o homossexualismo, como: Gênesis 19, Levítico 18.22, Levítico 20.13 e Romanos 1.26-27), simplesmente significa algo diferente da interpretação tradicional da igreja, é plenamente inaceitável, visto que, tenta negar a autoridade e a inerrância das Escrituras Sagradas.

5. Em defesa das Escrituras Sagradas, contrapomos o movimento homossexual, pois ele vem tentando anular diretamente verdades centrais da Bíblia como questões sobre Deus, a natureza do homem, os propósitos e prerrogativas de Deus na criação, o pecado, a salvação, a santificação e indiretamente outros temas da teologia bíblica.

6. O homossexualismo é um dos pecados que ao ser regenerado pelo Espírito Santo, pode se arrepender de seu pecado e viver em comunhão plena com Deus e com a igreja, assim como os demais pecadores que eram praticantes de demais iniquidades (1 Coríntios 6.9-11).

7. Recriminamos a prática da violência ao homossexual.
a) Recriminamos a negligência em não anunciar o evangelho aos homossexuais;
b) Não será homofobia frisar que nas Sagradas Escrituras tanto o homossexual como qualquer pecador necessitam de fé em Cristo e arrependimento verídico. Diante disto, a AICEB pronuncia suas convicções bíblicas de forma compreensiva, justa e amorosa para com todos.

Texto aprovado na XXIX Convenção Geral da AICEB, 2017, São Luís – MA.

Últimos Posts

Próximos Eventos

27 set 2021

PRÉVIA DA CAMPANHA NACIONAL DE MISSÕES

01 out 2021

A RESTAURAÇÃO DO POVO

03 out 2021

ANIVERSÁRIO DA REVISTA EBENÉZER

08 - 12 out 2021

CONGRESSO NACIONAL DO DNJ

Nenhum evento encontrado!
RECEBA NOTIFICAÇÃO DE NOVAS PUBLICAÇÕES
Rolar para cima